terça-feira, 22 de julho de 2008

O tom da luta

Josep Carreras
Foto: Fundação Carreras

Olhem bem para este sorriso. É o mesmo Carreras de sempre, mas com algo novo; há uma vitalidade, uma segurança, um brilho no olhar que fazem toda a diferença. A foto ilustra o editorial do Boletim de Verão da Fundação Josep Carreras para a Luta contra a Leucemia, que acabo de ler por sugestão da minha amiga Margarida Barros.

Não pude simplesmente lê-lo sem vir aqui falar da força avassaladora dessa luta que Carreras começou há 20 anos, para vencer dia após dia a leucemia. O boletim, admiravelmente concebido em cima das vitórias de cada um - pacientes, médicos, famílias, amigos, sócios, colaboradores, o presidente - é um fascinante registro do dia a dia de quem sabe o valor de querer fazer, de fazer, comemorar... e continuar fazendo o que precisa ser feito.

A luta, aqui, aparece em rostos animados, firmes - mesmo nos das crianças muito pequeninas. É uma luta vigorosa, que lembra o suor e a alegria de trabalhadores que, ao sol, realizam a colheita. Aqui se colhe solidariedade, compaixão no melhor sentido, mãos que sustentam outras mãos, olho no olho e humanidade. As palavras que vão até o fundo do nosso ser e nos desestruturam profundamente são palavras comuns, as mais simples. Como as que saem da boca, por exemplo, de Marta, uma menina de apenas 12 anos que teve leucemia aos seis - e que nos conta sua vida com a empolgação de quem viu um filme maravilhoso, dando à experiência o seu devido valor, mas com a magia do olhar de uma criança que não perdeu, pelo caminho, a capacidade de ser criança. E de sua mãe, Yolanda, que é capaz de olhar o que viveu sob a ótica do futuro que conquistou.

São exemplos de vida que combinam com o sorriso do nosso Carreras ali em cima: estão recheados de uma confiança inabalável, de uma vontade inquebrantável de viver e fazer a vida valer a pena, apesar do sofrimento para chegar até aqui.

A Fundação Carreras é uma célula viva e saudável que produz ânimo, esperança, energia. Vive o hoje e olha corajosamente para o amanhã. As notícias sobre parceiros, arrecadação de fundos, promoção de bolsas de estudo para especialistas, estão ao lado de matérias humanas que revelam um imenso carinho e respeito para com as muitas histórias de vida que a entidade coleciona. Um dos banners, aliás, convida pacientes e ex-pacientes a compartilharem seus planos para o futuro. E Carreras, com a sua dedicação profunda e viva à causa que abraçou com toda a sua intensidade humana, está sempre pronto a encorajar todo mundo com sua convicção, sua certeza e esse sorriso confiante que nos encanta e nos mostra que tudo, afinal, tem valido - e muito - a pena.

O que mais posso dizer senão "Bravo!"?



2 comentários:

Sombr|A|rredia disse...

[...]
Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.
[...]

Fernando Pessoa


:)Que sorriso luminoso o deste homem :)

branco - aprilezu disse...

Adorei o seu blog, e como voce sou apaixonado pela montagem de La Boheme com Carreiras e Stratas.
Voce sabe onde posso encontrar o DVD desta montagem?
Eu o tinha e pedri numa mudan'ca...

Voce pode me ajudar...
Um abraco
Carlos Ferreira
f2associados@terra.com.br